Planejamento, Meritocracia e Resultado

Três princípios importantes para a evolução de nossa comunidade.

Planejamento é o início do processo. O que queremos de nosso país? Aonde queremos chegar como comunidade? Como chegaremos lá? Esta é a estratégia de nação, nosso cérebro. Não temos. Nosso Ministério do Planejamento está vazio, era ocupado por um corrupto e burocrata, com o objetivo de organizar como dividir a pizza. Hoje os rentistas ineptos da área econômica querem assumir o orçamento e a estratégia do Brasil. Querem continuar a desindustrialização e retornar para a agricultura da Idade Média. Feudalismo. Foram para a China como índios trocando soja, minério e carne por dinheiro (investimentos) e produtos industrializados. Vergonha.

Queremos sim melhorar o nível de vida de nossa comunidade, maximizar emprego e poder de compra dos trabalhadores, distribuir os benefícios do progresso para termos uma sociedade mais equilibrada explorando todo seu potencial racional (sapiens) humano.

Meritocracia. Garantir poder para quem tem mais conhecimento. Alocar os profissionais com maior capacidade para tomar as decisões mais complexas do país. Racionalidade. Diferencial da Idade Moderna sobre a Idade Média. Um princípio em contínua evolução desde a origem da vida na Terra. A seleção natural. Não temos isto na discussão de macro-economia em nosso país e não temos isto no ambiente político.

Nossa discussão macro-econômica é liderada por economistas do setor financeiro que têm sua receita e lucratividade maximizadas pela elevação da taxa de juros e do rentismo. Empresários e industriais (geradores de emprego e crescimento econômico) menosprezam o debate macro-econômico em profundidade. Muitos até já viraram rentistas. FIESP sugando o sistema S. Preferem isenções fiscais e trabalhistas do que desvalorização cambial e redução de juros. Estão brigando com trabalhadores e governo ao invés de combater a concorrência estrangeira e maximização de lucro e emprego no país. Inépcia e Vergonha.

Nossos políticos e burocratas do setor público têm uma remuneração desproporcional ao poder de suas decisões. Esta situação não meritocrática detonou o custo do agente que chegou a R$2 trilhões nos últimos 2 anos. Estragamos os brasileiros que ocupam estas posições através das ineficiências e ilegalidades dos pixulecos. Não adianta trocar os brasileiros se não trocarmos os incentivos. Com respeito a meritocracia, políticos e burocratas têm o mesmo direito a ficar bilionários que os empresários. Contudo, como no caso dos empresários, só devem ficar bilionários aqueles que transformam e geram muitos benefícios para a sociedade.

Resultado. O mundo remunera quem gera resultado. Não teoria, não boa vontade, não santidade, não inteligência, não idéias. Se todos os atributos não gerarem resultado prático para a sociedade, não há remuneração. Resultado é renda para os brasileiros com melhoria do padrão de vida. Renda vem através de empregos cada vez melhores com aumento do poder de compra.

Certo é o que dá certo, não o que parece certo. Bom é inimigo do ótimo. Importantes conceitos de gestão para não dar murro em ponta de faca e não ficar parado esperando o ótimo. Qual a qualidade de um macro-economista? Qual a qualidade de um presidente? É o aumento de PIB/capita em sua gestão. De 1980 a 2015: China 9%. Brasil 1%. Fomos na China buscar dinheiro, deveríamos ter ido comprar macro-economistas.

 

Publicado por

Eduardo Giuliani

Empresário nos setores de bioenergia, agronegócio, venture capital, e imobiliário. Trabalhou como consultor pela McKinsey & Co. e investidor pela Advent International. Iniciou estudos sobre crescimento econômico em 1994 com o Curso National Economic Strategies de Bruce R. Scott na Harvard Business School (Membro do U. S. Competitiveness Policy Council). Cursou System Dynamics no MIT. Liderou trabalho de produtividade em Telecomunicações e Construção no McKinsey Global Institute. Engenheiro de Produção pela Escola Politécnica da USP. MBA pela Harvard Business School. Tenente da Reserva do Exército. Casado. Três filhos. Tri-atleta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s