Bem-vindo!

Você quer ajudar na construção de um Brasil com crescimento econômico (10% ao ano) e inclusão social (GINI abaixo de 0,35)? Já fomos um país bastante competente até 1984 (veja na Evolução do Brasil desde 1500). Entenda a Natureza da Vida Humana

No Menu à esquerda temos páginas com conceitos e dados.
Abaixo estão os artigos escritos no blog em ordem cronológica.

Temos trabalho a ser implementado em questões científicas (macroeconomia) e políticas. O caminho científico é muito claro como estabelecido por Smith, Keynes, Friedman e Stiglitz e implementado com sucesso por Singapura e China. As medidas macroeconômicas para gerar crescimento via maximização de demanda agregada são:

  • Câmbio de R$10 (nível de competitividade econômica internacional)
  • Juro de Zero (taxa neutra para expandir base monetária buscando pleno emprego)
  • Impostos nas exportações de commodities agrícolas e minerais (fim da lei kandir)
  • Investimentos em infra-estrutura social de R$2 trilhões nos próximos 10 anos (moradia, educação/EAD, internet e mobilidade/transporte)
    Plano Keynes – Brasil 2050
  • Obrigatoriedade de poupança fiscal mínima de 4% do PIB sem amarras constitucionais.

O caminho político envolve o tratamento dos incentivos para minimizar custo do agente e a organização de partidos profissionais:

Este blog procura demonstrar a lógica científica por trás de cada uma das recomendações. Consideramos que a busca da Verdade como feito pela Ciência no Renascimento é fundamental para o Progresso. O que não pode ser questionado é porque não é Verdade. Use seu livre arbítrio e questione Tudo. Nesta busca pela Verdade precisamos ter consciência que enfrentamos 4 obstáculos com interesses próprios que distorcem as informações através de influência no Congresso, nas Instituições de Ensino e na Mídia. Isto não aconteceria se respeitássemos o princípio de não decidir ou influenciar decisões em situação de conflito de interesse nas questões nacionais.

  • Oligarquia financeira: manipula taxa de juro no Banco Central
    Desrespeito às melhores práticas internacionais desenvolvidas por Smith, Keynes e Friedman; Sistema Financeiro Ilícito; Depressão econômica induzida e voluntária (Brasil Macro 1996-2018)
  • Oligarquia do agronegócio: isenta impostos nas exportações de seus produtos o que gera doença holandesa no câmbio e desindustrializa o país
  • Oligarquia dos servidores: exagera as remunerações e os direitos
  • Oligarquia do sacerdócio: isenta impostos em negócio lucrativo, manipula ilicitamente mundo espiritual para ganho no mundo material (o que Deus acha das igrejas não contribuírem para a evolução social das comunidades onde atuam?)

O objetivo da Ciência Econômica é gerar riqueza com inclusão social. O conhecimento desenvolvido pela Humanidade demonstra que a gestão da alocação de recursos através de Planejamento Governamental (demanda agregada e infraestrutura social) com Meritocracia na economia (capitalismo) e na definição de líderes públicos Democráticos* são a fórmula do sucesso. Temos 211 milhões de cérebros no Brasil – que são nossos principais recursos – muito mal aproveitados (emprego, educação e saúde).

Somos sócios neste país. Reflita sobre nossos pontos e argumentos. Use lógica e bom senso da teoria econômica. O voo de galinha de 1% ao ano em PIB/cap desde 1980 é consequência da gestão macro-econômica. Continuamos em ambiente negativo com o desastre social se ampliando (desemprego de 14%, queda de salários, desalento e violência) em país que já tem uma das piores concentrações de renda do mundo. Chega de miséria. Vamos evoluir nossa comunidade mudando este jogo.

Seja responsável pelo futuro de nosso país e participe tomando iniciativas em sua comunidade.

Orçamento Socialmente Responsável com 3 medidas-chave para maximizar a demanda agregada e retomar pleno emprego com industrialização:

Resumo Geral do blog: BR-Macro para Crescimento Inclusivo

*Democráticos significa fazer o bem para a maioria, seja através de eleição com sufrágio universal (EUA e todos os países desenvolvidos.) ou com amostra significativa de boas cabeças do país (China – 90 milhões de membros do Partido Comunista).

A Simone, o Ladrão e o Burro

Tudo indica que 2023 será bem melhor do que 2022 (cresceremos pelo menos 5%), que já foi melhor do que 2019-21 com a perspectiva realista de mudança de governo. 2022 só não está sendo bem melhor porque com a fragilidade deste governo o setor financeiro conseguiu levar o juro para 14% e asfixiar a economia. Apesar disto temos sempre que pensar no longo prazo e analisar as melhores alternativas que temos em mãos. Certo é o que dá certo, não o que parece certo.

O Ladrão conseguiu nos livrar do Burro fascista. É um fato. É mentiroso, ladrão e sem responsabilidade (joga a culpa nos outros), mas é o Herói do momento. Nem Moro conseguiu nos trazer esta perspectiva. Não reconhecer o mérito das pessoas é tão grave quanto roubar, é fugir da Verdade.

O pior problema deste país é a miséria e a falta de aproveitamento do potencial da metade debaixo da pirâmide social. Cérebros mal aproveitados. O Ladrão foi quem fez o melhor trabalho neste aspecto nos últimos 50 anos. Foi um trabalho razoável, talvez nota 4/10, mas foi o melhor trabalho se considerarmos a longevidade de seu governo e influência neste período. Isto tanto é Verdade que ele está liderando em votos, mesmo sendo Ladrão, e tendo toda a máquina do governo trabalhando contra ele.

Ouçam a vontade popular, o voto, como a Verdade mais legítima da comunidade Brasileira.

Neste contexto de Ladrão que nos livrou do Burro Fascista, qual o melhor voto no primeiro turno? Simone Tebet. Mulher inteligente (advogada e política) com experiência no Executivo (prefeita e governadora) e no Legislativo (senadora), em posições de liderança enfrentando adversidades sem quebrar a máquina. Sabe fazer a navegação política e o certo que dá certo, não o que parece certo. Muito pouco conhecida porque vem de um estado com 3 milhões de habitantes (Mato Grosso do Sul) mas também tem a menor rejeição entre os candidatos e maior potencial de crescer nesta candidatura até a eleição.

Simone vai sem dúvidas influenciar o futuro deste país e quanto mais apoio dermos agora maior será sua influência no governo do Ladrão. O governo do Ladrão precisará ser contido com uma oposição inteligente como a do Moro e de outros membros da Lava Jato, e precisará ter influências positivas da Simone na política e do Ciro na educação e na economia.

Lula Robin Hood

Quem iria imaginar que seria o Lula que iria nos salvar do Fascismo. Nosso Exército nunca havia deixado candidatos fascistas assumirem o governo (seja de direita ou de esquerda). No caso do Bolsonaro deixou ele assumir e de certa forma o apoiou durante todo o desastre da pandemia, como se o Lula fosse realmente o maior inimigo do Brasil. Tinham Poder para proteger o Brasil com o legado do Espírito Tenentista e não o fizeram. Estão Covardes desde 1985.

Inquestionável que Lula é Ladrão e participou do esquema de corrupção mais bem elaborado que o Brasil já teve. Contudo não fez isto por causa de ser simplesmente um mau caráter, ou por ser pior do que nós nos achamos ser, mas fez isto por ser um brasileiro comum. Atirar a pedra nele é como atirar na Madalena. A Folha fez um documentário de Presidente da Semana sobre o Lula que é bastante transparente, com ele mesmo assumindo logo ao ser eleito Presidente (no final do podcast) que seria difícil mudar a máquina que funcionava no país.

Corrupção não é empecilho ao desenvolvimento, apesar dos liberais ideológicos, que não usam método científico, afirmarem isto. Certo é o que dá certo, não o que parece certo. A China, país de maior sucesso em crescimento econômico da História, era extremamente corrupta na década de 1980-90, logo após sair do Comunismo de Marx. Hoje é muito possível afirmar que é menos corrupta do que países desenvolvidos do Ocidente, uma das evidências é o desempenho na covid. Analisando também os índices de corrupção, como o da Transparência Internacional, observa-se que concentram a corrupção nas entidades de governo, menosprezando a corrupção privada, feita através de lobbies, pelas empresas em cima do governo e da mídia. A pandemia deixou isto evidente.

Os governos e as mídias ocidentais não divulgam o sucesso de tratamentos em países como Índia, Bangladesh, Egito, Nigéria e vários outros da África que usam medicamentos genéricos e já estão livres da pandemia. A mídia ocidental, que vive da propaganda das empresas, só divulga notícias favoráveis a seus clientes. Censuram o que não lhes convém, e ainda pedem liberdade de imprensa. Direitos sem responsabilidades. Não é aceito em Singapura e nem na China.

Vamos diminuir o problema da corrupção com o tempo, melhorando nossas instituições e forçando mais transparência para controlar o interesse próprio de nossos agentes. Os países desenvolvidos não diminuíram a corrupção para enriquecer, a diminuição da corrupção foi consequência e não causa do enriquecimento.

Em uma avaliação econômica e social, Lula foi o segundo melhor presidente que tivemos desde Geisel. O primeiro foi o Itamar, responsável por implantar a responsabilidade fiscal trazida pelo Plano Real, e atingiu crescimento de 5,1% ao ano com foco na geração de empregos. FHC, que foi quem acabou levando a fama, foi quem ajudou a afundar o Brasil entregando o BC para os bancos e possibilitando a reeleição. Uma catástrofe liderada pelo príncipe.

Diferente de Itamar, Lula fez o Brasil crescer 4,1% ao ano, diminuiu o desemprego fortemente, melhorou distribuição de renda, e levou combate à miséria para Política de Governo. Chegou a 80% de aprovação popular. Recorde nacional. Merece com certeza R$1 bilhão por este desempenho. Roubou, mas merecia. Todos os demais (exceto Itamar) roubaram, mas não mereciam. Destruíram mais valor do que criaram.

Lula é o único Brasileiro com poder para reorganizar nosso governo para sairmos deste Fascismo. Os primeiros passos com valorização do Haddad e do Alckmin já indicam que vai no bom caminho.

Nosso problema de corrupção vai muito além do ambiente político. A Febraban corrompe o Banco Central para impor taxas de juro absurdas o que já gerou mais de R$30 trilhões de perdas de PIB desde 1997. O agronegócio é isento de impostos nas exportações devido a lobby no Congresso. As igrejas são isentas de tributos devido a lobby no Congresso. Os jornais pedem liberdade de imprensa mas não divulgam informações relevantes que vão contra seus interesses. Não sejamos ingênuos para condenar só a corrupção dos políticos que é a única que aparece nos jornais privados.

46 Milhões de Empregos ou 13,25% de Juro

EUA onde a missão do FED é maximizar emprego e renda para os americanos está com taxa de juro neutra honesta de 1,6%, inflação de 9,1% e desemprego em 3,6%. No Brasil o BC coloca juro em 13,25% ante inflação de 12% e desemprego em 10%.

Se aplicássemos a taxa de juro dos EUA no Brasil, onde temos dívida pública de R$5,7 trilhões, reduziríamos a despesa com juro de R$755 bilhões por ano para R$91 bilhões, economizando R$664 bilhões por ano. Valor que possibilita pagar um salário mínimo por mês para 46 milhões de brasileiros. Ou a renda média de R$2,6 mil por mês para 21 milhões de brasileiros.

Enquanto a despesa com juro deprime a demanda agregada, reduz a arrecadação tributária e aumenta a despesa financeira com efeito duplo no déficit do governo, os 21 a 46 milhões de brasileiros empregados com estes recursos construiriam inúmeros projetos de infra-estrutura e prestariam inúmeros serviços de valor agregado na economia, além de consumirem produtos e serviços com seus salários.

Economia é Ciência Exata desenvolvida por dois matemáticos de sobrenomes Smith e Keynes. A lógica acima é muito simples. A ideologia liberal, que se recusa a usar método científico para validar seus argumentos, é contra esta lógica e apresenta inúmeras razões para ser contra. Quando há conflito de interesse nas análises não há método científico, há ideologia. A mesma linha que defende a criação do mundo via Adão e Eva,  o uso de juro para combater inflação, a isenção tributária para templos materialistas, a isenção tributária na exportação de commodities (gerando doença holandesa), a inexistência de medicamento para tratar vírus e a ineficiência da Economia Chinesa por causa do Partido Comunista… A Política, que decide se aplica ou não as regras da Economia, é ciência humana.

Até um liberal monetarista, seguidor de Friedman, diria que em ambiente recessivo, com desemprego de 10%, aplicaria uma política de expansionismo monetário, reduzindo juro. Não é o que acontece por aqui.

Viver esta vida sem usar método científico e transparência para lidar com o interesse próprio dos seres humanos é entregar as ovelhas para os lobos. Precisamos parar de fazer isto.

Harmonia no Brasil 2022

O Brasil está no pior momento de sua História Republicana (1889-2022), com desempenho similar ao da época de Brasil Império (1822-88), quase tão ruim quanto Brasil Colônia (1500-1822). A métrica é o crescimento do PIB (A Evolução do Brasil). Não há como um ser humano consciente estar satisfeito com esta situação. Falhamos nas 3 Leis Naturais: Progresso, Meritocracia e Inclusão Social.

As Leis Naturais são evidências da evolução da vida e do universo. Há 14 bilhões de anos saímos de um próton para todos este universo de matéria e consciência. Há 2 bilhões de anos formamos a primeira célula e hoje temos este planeta repleto de vida. Ano após ano progredimos, sempre melhorando. Progresso.

Esta evolução sempre seguiu a Meritocracia com o ser ou variedade viva de melhor desempenho progredindo mais rápido que os demais. E na evolução humana passamos de reinados e tiranias para repúblicas e democracia. Em um processo envolvendo método científico e transparência para Incluir de maneira crescente o potencial dos seres humanos na contribuição para evolução da Vida.

Nesta evolução da Inclusão, o próximo passo que descobrimos foi o da Harmonia, superior ao da Democracia. Na Democracia, onde se procura fazer o melhor para a maioria, há espaço para o fascismo como observamos nos EUA (Trump), na Alemanha (Hitler), na Itália (Mussolini), em Israel (contra palestinos) e no Brasil (Bozo) e em qualquer outra democracia do mundo. É permitido fazer o melhor para a maioria em detrimento dos interesses legítimos de várias minorias. Isto não é permitido no conceito de Harmonia de Singapura e China.

Harmonia não permite Miséria, Desemprego, Censura de opinião, Discriminação contra a diversidade de pensamento, religião, raça, sexualidade etc.

Há um consenso em nossas consciências sobre a necessidade da Harmonia. Como procurá-la em nosso contexto brasileiro?

Na política envolve o lema Prefiro Lula Ladrão do que Bozo Burro. Não há dúvidas sobre as ilicitudes de Lula ou sobre a inépcia do Bolsonaro. E nem que Lula teve desempenho muito melhor nas Leis Naturais. Apesar de discordar dos métodos do PT, se não fosse Lula hoje correríamos o risco de ter que engolir um segundo mandato fascista do Bolsonaro.

Tenho esperança que Lula tenha aprendido a lição (Lula e a Felicidade de deus (2006)) e que possamos transformar o PT, ou uma fusão do PT com outros partidos, em um Partido dos Brasileiros, como o People Action Party (PAP) de Singapura ou o Comunista Chinês. Lula já deu alguns passos de mestre colocando o Alckmin de vice e a possível indicação de Haddad para presidência ou Ministro da Economia.

Considerando o conceito de Harmonia, precisamos unir todas nossas melhores competências nas diversas áreas em torno de um Bem comum. Nenhum partido nacional tem o comprometimento social do PT, que colocou eliminação da Miséria como propósito principal. Não souberam executar o plano com competência, mas tinham a intenção e fizeram bastante progresso nesta área (Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Ciência sem Fronteiras etc.). Nenhum outro partido nacional tem esta intenção. Só palavras. Mesmo o Moro, sem dúvidas um Herói Nacional, que nos trouxe a esperança de termos um governo mais honesto e equilibrado, quando foi montar sua equipe de governo incluiu economistas do mercado financeiro sem nenhuma visão social. Seu governo talvez fosse uma catástrofe social como o do Bolsonaro.

Vamos parar de perseguir os corruptos e concentrar os esforços em eliminar as causas da corrupção. Interesse próprio que leva à corrupção é parte de nossa natureza humana, precisamos na verdade minimizar o custo do agente através de método científico e transparência. Nos países de sucesso como Singapura e China este processo foi gradual e o fator chave foi criar um governo independente do setor corporativo. Para grande parte dos cargos paga-se melhor no governo do que na iniciativa privada.

Sonho de terceira via morreu. Simone Tebet parece uma boa líder, sabendo navegar em ambientes ilícitos com Harmonia, mas a estrutura de poder está desagregada sem capacidade de acordo e racionalidade. Por incrível que pareça desconstruíram Moro, Doria e Mandetta (que chegaram a ter uns 15% das intenções de voto).

Por Harmonia, sigo a Anitta, Prefiro Lula Ladrão do que Bozo Burro. Este apoio ao Lula precisa ser bem negociado para garantirmos uma evolução do Partido dos Trabalhadores para o Partido dos Brasileiros. Moro deveria participar deste processo e, com um bom acordo, garantir vitória já no Primeiro Turno.

Interesse Próprio e Progresso

Metodo Científico

Interesse próprio, talvez sinônimo de egoísmo, pensar no que é melhor para si mesmo, é uma característica do homo e do homo sapiens que nos diferenciou das demais espécies animais e gerou o enorme progresso que a humanidade conhece.

Menosprezar a existência do interesse próprio, como feito pelo comunismo de Karl Marx, é negar nossa própria existência. A grande questão é como evoluir da melhor maneira possível, considerando o interesse próprio de cada um de nós. Duas questões são fundamentais neste desafio: uso de método científico e transparência.

O uso do Método Científico, que trata de tomar decisões com base em evidências empíricas analisadas através de pessoas sem conflito de interesse, foi a grande ferramenta que nos ajudou a sair da Idade Média durante o Renascimento (VE RI TAS).

A Transparência torna-se necessária exatamente por reconhecermos que as pessoas têm interesses próprios e buscam maximizá-los em detrimento dos interesses da coletividade. Não exigir transparência é ingenuidade. Confiança é sinônimo de previsibilidade e, tendo consciência do interesse próprio do ser humano, precisamos seguir a nota de um dólar (In God We Trust: Só confiamos em Deus).

Em pesquisas sobre macroeconomia ficou muito claro como as oligarquias prejudicam nosso país defendendo seus próprios interesses: financeira no juro, agronegócio e sacerdócio na isenção tributária, servidores públicos em suas remunerações comparadas ao setor privado. Agora na Pandemia, fiquei muito impressionado como todo o sistema de interesse próprio funcionou, mesmo em se tratando de perda de vidas humanas, em todos os países do mundo. Médicos, principais jornais, farmacêuticas, agências do governo, hospitais, todos estes agentes agiram e continuam agindo defendendo seus interesses, há dois anos. Sem método científico e sem transparência.

A tabela abaixo demonstra que só é possível zerar a covid através do uso de anti-virais genéricos como a ivermectina e a hidroxicloroquina (Índia, Bangladesh, Egito e vários outros países da África) (covid19criticalcare) e (ivmmeta). E é sabido também que a insuficiência de vitamina D, outro genérico, é característica na maioria dos pacientes em hospitais por covid (pesquisas em Israel). Todos estes agentes não só esconderam estas informações devido ao conflito de interesse, como também disseminaram informações falsas sobre suas eficácias (hepatotoxicidade, problemas no coração, pesquisas manipuladas para demonstrar ineficácia etc.).

Estes medicamentos genéricos atrapalham a lucratividade de todo este sistema: diminui venda de vacinas, diminui pacientes em hospitais, diminui propagandas em jornais, diminuem o comissionamento de políticos etc. Não foi usado Método Científico nem dado transparência por nenhum deles, nos principais países desenvolvidos do mundo, mas de maneira muito mais intensa no Ocidente.

É incrível como a maioria das pessoas acreditem que não existe tratamento precoce para uma doença viral, e não se tratem até o caso ficar complicado e precisar de hospital. É um posicionamento Inepto, confiando em informações de pessoas em conflito de interesse. Tem muita gente também que acredita em Adão e Eva, terra plana, geocentrismo, deuses, extra-terrestres, bruxaria, sorte etc.

Smith e Keynes eram bastante preocupados em como o setor privado, representado por grandes empresas, tinha poder para capturar os agentes do governo. Nesta pandemia este fenômeno ficou muito claro. Sendo uma lição importante tentar entender melhor o sistema chinês, onde isto se ocorre tem intensidade muito menor do que no ocidente. Precisamos conseguir que o Brasil S.A. seja independente de empresários.

Nossa existência é mais plena quando respeitamos 3 Leis Naturais: Progresso, Meritocracia e Inclusão Social. Como Brasileiros, deixamos de progredir desde 1984. Acumulamos quase 4 décadas perdidas. De 1930 a 1984 crescemos a 5,6% ao ano. Desde 1985 crescemos a 2% ao ano, pior que no Brasil Império. Não respeitamos as Leis Naturais sendo nosso grande problema a gestão do interesse próprio.

Por que os políticos que fazem as leis, não criam Leis que permitem que fiquem ricos sem ter que cometer atos ilícitos? Por exemplo criando um sistema de remuneração similar ao do setor privado com bônus milionários atrelados ao desenvolvimento do país.

No momento nosso país está caminhando para um presidente Ladrão ou outro Fascista. Estamos sendo forçados mais uma vez, durante estes 40 anos, a escolher o “Menos Ruim”. Não vamos sair deste imbróglio enquanto não nos conscientizarmos da importância de aplicarmos método científico e transparência nas principais decisões nacionais.

O caminho do progresso é claro e determinístico como demonstrado por Singapura e China nos últimos 50 anos. Estamos perdendo tempo.

COVID-19JUN22

China: Liderança Mundial por Mérito e com Harmonia.

A humanidade evolui sempre adotando o melhor modelo para uma quantidade maior de pessoas. No início das civilizações tínhamos reis e tiranias (e.g.: Egito, Pérsia). Os filósofos gregos neste contexto criaram o conceito da república e da democracia (500 AC a 100 DC), mas continuamos com reis e tiranias até os EUA implantarem a primeira república com sua independência em 1776. Os europeus foram evoluindo de reinados para repúblicas nos séculos seguintes. E Singapura, seguida pela China, criou uma nova evolução política superior e mais inclusiva do que o modelo ocidental. A evidência empírica do sucesso econômico e social deste modelo é incontestável, mas poucas pessoas no ocidente o entende porque nossa mídia distorce o que realmente acontece por lá.

O segredo por trás deste modelo está na maneira como ele utiliza os cérebros da população. Quanto mais inclusivo, quanto maior o número de cérebros engajados neste processo de gestão da comunidade, maior o sucesso. É intuitivo, mas não é o praticado porque os interesses de grupos andam a frente do interesse comum quando há falta de transparência e má governança, comum nos sistemas políticos da maioria dos países.

Em 1965 Singapura iniciou este modelo com o People Action Party, país tem hoje 5,7 milhões de habitantes. Em 1978 a China sai do comunismo marxista e inicia a replicação deste modelo em país que hoje tem 1,4 bilhão de habitantes. Trata-se de um modelo no qual o governo é competente, tem os incentivos corretos para maximizar o bem estar da população e trata diversidade através da priorização da Harmonia.

As evidências empíricas do sucesso podem ser resumidas pela taxa de crescimento de Singapura desde 1965. Hoje é um dos países mais ricos do mundo per capita se considerarmos no PIB só questões relacionadas a conhecimento e tirarmos distorções como commodities (p.ex. petróleo) ou recursos financeiros (p.ex. paraísos fiscais).

A China replicou e melhorou o modelo de Singapura com sua escala de recursos. Além de taxas de crescimento fenomenais desde 1978, o país está presente em todas as tecnologias de ponta, e tem um governo ainda mais independente do setor privado do que Singapura, como evidenciado pela pressão exercida pelo presidente Xi sobre os empresários para eles criarem políticas mais inclusivas para a população a partir do ano passado, e também pelo desempenho no combate à covid. China está com mortalidade de 4 óbitos por milhão de habitantes, enquanto Singapura está com 229, Reino Unido 2.578 e EUA 3.068.

Enquanto os governos do ocidente são capturados pela iniciativa privada através de lobbies e corrupção, este efeito foi minimizado em Singapura desde sua fundação, mas a China conseguiu ir além minimizando ainda mais a influência negativa do modelo capitalista ocidental.

A economia chinesa já é 20% maior do que a dos EUA em US$ em paridade de poder de compra, e cresce a taxas mais rápidas. Seu modelo de gestão econômica e social é mais inteligente e inclusivo. O comunismo versão Karl Marx, inepto, que teve a Revolução Cultural como uma de suas marcas, aprendeu com Singapura e criou um “capitalismo inclusivo” ou “comunismo capitalista“. O comunismo que invadiu a China em 1949 não conseguiu entrar em Singapura devido a liderança marcante de Lee Kuan Yew. Nestes países há um compromisso claro com progresso, emprego, moradia, educação e infra-estrutura para todos.

Adam Smith e John Keynes se preocupavam como os governos poderiam ser corrompidos com os interesses da iniciativa privada, em situações tipo monopólio, e outras onde agentes públicos mal remunerados, tomando decisões de impacto no lucro das empresas, seriam corrompidos influenciados por interesses próprios não alinhados com os da população.

O interesse próprio do setor privado dos EUA e do Reino Unido, países importantes no Ocidente, determinaram a alta mortalidade de covid em seus países (3.068 e 2.578 por milhão de habitantes), privilegiando vacinas emergenciais (mRNA) e medicamentos caros (remdesivir) e impedindo que medicamentos genéricos eficazes como ivermectina fossem usados preventivamente e no tratamento da doença. Índia, Egito, Bangladesh, República Dominicana, Zimbabwe, Nigeria, RDC e vários outros países que usam este medicamento já estão livres da covid segundo dados do worldometers.info e new york times covid. Este interesse próprio das grandes empresas do setor privado está presente no governo, nas agências de saúde (FDA, NIH, CDC, EMA, OMS/WHO etc.) e nas principais mídias devido a seus anunciantes.

Este interesse próprio no setor de saúde também existe no setor bélico e impulsiona o governo dos EUA a criar este contexto de 3a Guerra Mundial com a Rússia, enquanto a China tem uma política mais harmônica, respeitando diversidade de visões de mundo, para evitar conflitos desnecessários e que danificam a evolução da humanidade.

Quando nos defrontamos com situações de Desinformação, como muito praticado pelas religiões, principalmente na Idade Média, precisamos aplicar o Método Científico, ou seja, acreditar em evidências empíricas analisadas por profissionais sem conflito de interesse. Isto não ocorre quando governos, agências, igrejas, hospitais e mídias possuem interesses (financeiros) diferentes do da população em geral.

Covid deveria ter sido uma lição com 6,3 milhões de mortes pelo mundo, mais de 80% evitáveis e concentradas nos países com mais recursos per capita e mais desenvolvidos. Precisamos evitar entrar em uma Terceira Guerra Mundial também por questão de Desinformação. Para isso é fundamental sempre entender a posição da China, sem as distorções típicas de nossa mídia. Não estamos habituados ao conceito de Harmonia.

Feliz 2022!! Teremos um Ano Excelente se Contribuirmos

As perspectivas para 2022 são muito boas: fim da pandemia, fim do governo Bozo, bons candidatos à presidência, possibilidade de boas trocas no Congresso, nos governos e nas prefeituras. Os desafios são complexos e precisamos observar e combater forças oportunistas em operação.

A pandemia acabará em 2-3 meses com a disseminação da ômicron. Brasil conseguiu com a vacinação reduzir transmissão do vírus e mortes. Índia e Japão foram os países mais bem sucedidos até agora, mas com a ômicron devemos todos chegar lá também.

A rejeição a Bozo está em 60%, garantindo que o pior presidente de nossa história não continuará o mandato. Este efeito criou uma bolha Lula que deverá diminuir quando a terceira via crescer e passar o Bozo. Ele deixando de ser ameaça, Lula passa a não ser a única solução garantida para Progresso e fim de Burrice crônica. Brasil sempre votou no Menos Ruim para a presidência, não vai ser agora que vamos mudar.

Moro é o candidato com mais Coragem, Caráter, Popularidade, Menor Rejeição entre os líderes, mas sem experiência executiva em gestão de governo. Doria é o candidato mais bem preparado, empresário, prefeito, governador, enfrentou o Bozo, garantiu Coronavac para todo o Brasil, mas tem alta rejeição por causa da dúvida sobre seu caráter (foi contra o Impeachment do presidente mais corrupto que já tivemos: Michel Temer). Empresário é oportunista por natureza, e o caráter acaba ficando para segundo plano. A combinação Moro-Doria é a única solução de Terceira Via que pode ganhar do Pixuleco, que foi o segundo melhor presidente que tivemos desde 1979, perdendo apenas para Itamar Franco em crescimento em PIB/ano e tendo popularidade líder histórica de 80% apesar do Mensalão.

A Onda Moro traz de volta a esperança Lava Jato que tinha posto fim na Lei de Gerson que foi ressuscitada pelo Bozo. Esta Onda deverá influenciar a seleção de candidatos para Congresso, Governos e Prefeituras. Pode impressionar. Nossa insatisfação latente está muito grande. O marketing das campanhas vai reencarnar este espírito (como o Bozo conseguiu usar em sua campanha), desta vez com uma pessoa com histórico sólido, que já conhecemos.

Os desafios que teremos voltam a ser os mesmos:

  • Oligarquia financeira vem subindo o juro para criar nova Depressão Induzida como fizeram em 2014. Na época jogaram a culpa na Biruta e agora jogam no Bozo/Pandemia. O medo da inflação usado pela ideologia Liberal.
  • Oligarquia financeira dominando equipe econômica de Moro e Doria. SuperInepto Guedes detonou governo Bozo como já havíamos previsto em 2018
  • Centrão dominando agenda de destruição da Lava Jato até o final do ano
  • STF contaminado pelas indicações do Bozo
  • Mídia usando de censura, em nome de Fake News, para controlar reportagens que só atendem seus interesses financeiros, seja em questões de saúde pública, economia ou qualquer outra
  • Partidos políticos fracos. Nenhum partido político nacional tem Plano de Governo do partido. Tentei fazer isto no Podemos e há total desprezo por organização de partido. Todos acreditam em plano oportunista focado no ego do candidato, não na Instituição do Partido. Enquanto não mudarmos isto, nunca conseguiremos o sucesso de Singapura e China.

FELIZ 2022!! Vamos continuar nossa Batalha. A vida é feita de desafios e sem eles não há sentido à própria vida. Vitamina D (4000 UI/dia) e exercícios para maximizar Sistema Imune.

Saude e Felicidade

 

Fim da Pandemia: Índia, Japão e Ômicron

A pandemia já acabou para aqueles países que usaram anti-virais (ivermectina, veja vídeo) como pode ser observado na Índia (país pobre c baixa vacinação) e no Japão (país desenvolvido com alta vacinação). O efeito da nova variante ômicron vai evidenciar ainda mais o comportamento de desinformação dos governos dos países desenvolvidos em geral (EUA, UK). A expectativa é que esta variante venha a causar um resfriado que se propaga rápido mas com sintomas moderados que criará imunidade como uma vacina natural. A principal estratégia de proteção no momento é manter a imunidade alta com vitamina D e zinco, e usar ivermectina em caso de sintomas de resfriado (veja último protocolo da FLCCC). Uso de máscara e distanciamento continuam ajudando, mas está cada vez mais difícil de praticar o tempo todo no dia a dia.

A tabela abaixo demonstra que só o Japão conseguiu zerar covid como país desenvolvido, usando estratégia da vacina e tratando quem tivesse sintomas com ivermectina. O vídeo do Dr Campbell explica o caso. O prêmio Nobel de 2015, Dr Satoshi Omura, que inventou a ivermectina, e apoia o medicamento para covid via artigos científicos, é japonês. Ivermectina pode ser usada sem restrição no Japão. O chairman da Tokyo Metropolitan Medical Association recomendou seu uso em 16 de agosto para enfrentar a crise criada pelas Olimpíadas.

Importante observar que nenhum outro país desenvolvido conseguiu zerar covid só com vacina (60 a 88%) e a maioria deles estão enfrentando uma 3a ou 4a onda (ainda delta) bastante complicada, mesmo antes de chegar a ômicron (EUA, UK, Alemanha, França, Itália etc.). Até Australia que estava livre de covid até a onda da delta, entrou em 3a onda quando decidiu proibir ivermectina para focar na vacinação.

WORLD-18DEZ21

Contudo as melhores práticas estão na Índia, que já tem 691 milhões de habitantes livres de covid com menos de 39% vacinados. O Estado de Uttar-Pradesh foi o que mais se destacou com ivermectina, desde o ano passado. Kerala, o pior dos estados, proibiu o uso da ivermectina.

INDIA-18DEC21

A ômicron é uma variante interessante por se propagar muito rápido (fator multiplicador está chegando a 5) e ter sintomas leves como um resfriado. Das pessoas que vão para hospitais, comparado com pessoas com delta, só 10% chegam a usar oxigênio, conforme visto na África do Sul. Este vídeo do Dr Campbell explica bem a questão. Os gráficos abaixo demonstram que o crescimento rápido de novos casos, com pico mais alto que em todas ondas anteriores, não está se replicando em mortes.

SA - Casos

SA - Mortes

Neste contexto de ômicron um ponto importante para fortalecer o sistema imune é a vitamina D como exemplificado por médicos de Israel. 80% dos pacientes de covid em hospitais são deficientes em vitamina D. Importante observar que a vitamina D não é absorvida rapidamente pelo organismo, então precisa ser mantida em altas doses no corpo (3.000 ou até 4.000 UI por dia) para evitar a complicação do caso.

Um dos aspectos que vai ficar gravado na Humanidade com esta pandemia é a força da desinformação usada contra a Ivermectina através de agências de saúde dos governos e os principais jornais. Alguns livros estão sendo publicados esclarecendo toda esta desinformação: Ivermectin for Freedom e The Real Dr Fauci. A Pfizer, por exemplo, pediu sigilo de 75 anos sobre seus resultados das vacinas de covid.

Os países desenvolvidos estão escolhendo esta rota de continuar sofrendo e impedindo ivermectina. Interesse próprio acima do coletivo, muito frequente no capitalismo puro do ocidente (“por que reduzir o lucro do hospital usando ivermectina se o governo nos apoia a usar o ineficaz remdesivir a USD3000 até o paciente morrer?”). Recentemente saiu um estudo científico sobre Itajaí, com mais de 200.000 participantes demonstrando que quem tomou ivermectina profilaticamente teve mortalidade reduzida em 48%.

Este deve ser nosso último post sobre covid porque o Brasil particularmente agora já está bem como resultado principalmente da vacinação e o desemprego voltou a ser nosso principal problema.

O Fim da Pandemia já está claro. Você quer que ela acabe? Pílula Azul ou Vermelha?

Esta semana foi muito importante para evidenciar a Verdade sobre a melhor estratégia para eliminarmos a pandemia do covid19. O estado de Uttar-Pradesh na Índia, com 240 milhões de habitantes (mais populoso e pobre do que o Brasil), com apenas 10% da população completamente vacinada, erradicou o covid de 40% de seus distritos e está para se tornar uma região livre da doença. Há alguns meses a Índia despontava como o país que mais tinha mortes e casos de covid. Em poucos meses passou a ser um dos países com menos casos e mortes por milhão de habitantes.

No gráfico abaixo atualizado em 07 de novembro, com 25% da população completamente vacinada (duas doses), 802 milhões de habitantes têm 5,0 mortes por dia, ou seja, 0,006 mortes diárias por milhão de habitantes. Concentram 1,4% das mortes da Índia, enquanto o estado de Kalara com 36 milhões de habitantes, que proíbe uso de ivermectina, concentra 63,2% das mortes do país. Estados com mais de 310 milhões de habitantes já não registram mortes há semanas.

INDIA-ZEROCOVID

A melhor fonte de dados para constatar estas informações é o próprio New York Times que criou uma plataforma muito completa analisando o mundo inteiro e, em vários países, entra em dados por Estado, o que dá consistência às informações de políticas públicas que são mais controladas por decisões de estados do que do governo central.

Outra fonte muito boa é o Worldometers, com dados de médias semanais de casos e mortes.

O primeiro gráfico interessante do NYT é o de evolução de Casos Per Capita por Região.

Cases By Region

Observa-se que as regiões com melhor desempenho no mundo são Ásia e África, principalmente países populosos e pobres. Os países desenvolvidos concentram as piores situações de mortalidade: EUA e Europa. Que por acaso são os países vendedores de vacinas e que possuem órgãos de governo que criam normas de tratamento de covid. São referência no mundo. Como eram na época que empurravam ópio na China e na Índia. E as mídias destes países são influenciadas por suas empresas e órgãos de saúde. São independentes dos governos, mas possuem interesses próprios de renda de anúncios, patrocinadores e leitores. Visam lucro, Bem público é secundário. A corrupção das agências de saúde no mundo todo é evidente e está nas capas dos jornais, na CPI da Covid e nos lobbies das farmacêuticas que lidam com grandes compras públicas para o sistema de saúde.

As vacinas estão ajudando a controlar a doença, mas são limitadas em termos de validade (2-6 meses) devido a mutação do vírus, e eficácia de gerar efeito rebanho, visto que as pessoas vacinadas continuam transmitindo e, apesar de em menor proporção, também adoecem. O perigoso da vacina é que passa um conceito de falsa segurança, que faz com que as pessoas diminuam a disciplina com distanciamento, máscara e higiene. É um fato claro no Brasil das últimas semanas que já vê os casos e mortes aumentarem, iniciando mais uma onda como está ocorrendo em EUA, UK e Israel.

A lição de Uttar-Pradesh é fundamental porque desmascara a estratégia do tratamento preventivo que vem sendo censurada no mundo inteiro pela mídia, órgãos de saúde, hospitais e farmacêuticas. A estratégia atual é fique em casa até a doença avançar e precisar ir para hospital, trate sintomas, não as causas. “Não existe anti-viral eficaz”.

Esta Mentira precisa acabar. Não há como eliminar a covid como Uttar-Pradesh demonstrou, sem tratar do contágio em estágio precoce em toda a comunidade.

Covid no Mundo - 21SET21

Delhi, região mais rica da Índia, que estava em estado de calamidade com mortos nas ruas há alguns meses, está zerando covid como Uttar-Pradesh, ao introduzir o mesmo tipo de estratégia.

Nossos jornais, Folha, Estado e Globo deveriam estar pesquisando estas melhores práticas internacionais para nos apresentar uma luz. Ao contrário ficam divulgando notícias falsas sobre hepatotoxicidade e malefícios de usar um dos medicamentos mais seguros já desenvolvidos pela Humanidade: Ivermectina. Temos exemplos claros desta eficácia em Sergipe, Amazonas e Rio Grande do Norte. Um de nossos médicos, Flávio Cadegiani, entrou na equipe da Front Line Covid19 Critical Care para ajudar nos protocolos internacionais. O Paraguay, país vizinho, em crise há alguns meses, já está em situação 5 vezes melhor do que o Brasil.

Mortes - Paraguay

Que nível de evidências é necessário para mudar nosso comportamento, difundirmos a Verdade e acertarmos a estratégia para eliminarmos a covid?

Temos evidências vindo de Ciência Básica, Farmacologia, Estudos Epidemiológicos, Estudos Observacionais, Estudos Clínicos Randomizados, Experiência Clínica e Meta-Análises. Fontes:

Queremos continuar com a pílula Azul ou vamos enfrentar a realidade com a Vermelha? (Matrix)

Dia Internacional da Ivermectina

WID-2

Vamos ajudar a acabar com a pandemia usando Ciência?

Vamos impedir que o conflito de interesse de farmacêuticas (vacinas e medicamentos caros), agências de governo corruptas, hospitais com UTI lotadas (Einstein) e jornais digitais bombando com população enclausurada (Folha, Globo, Estado) matem desnecessariamente mais brasileiros?

Vamos iluminar mais pessoas com a Verdade sobre o tratamento da covid?

Questões a serem esclarecidas:

  • Como Austrália reduziu mortes para zero em outubro 2020 sem vacinas, após passar por duas ondas?
  • Como a Índia com 30% de doses de vacina por habitante reduziu mortalidade por milhão de habitantes para 1/3 da dos EUA e do UK que já estão com mais de 120% de doses por habitante?
  • Como o México controlou a 2a onda em poucos meses?
  • Como o Egito controlou duas ondas e está com mortalidade diária por milhão de habitantes próximo da Austrália só com 5% de doses por habitante?
  • Por que os países mais ricos do mundo tiveram desempenho de mortalidade por milhão de habitantes bem pior do que os países mais pobres?
  • Por que os estados mais ricos do Brasil tiveram desempenho de mortalidade por milhão de habitantes bem pior do que os estados mais pobres?

Dia Internacional da Ivermectina: Participe!