Tecnologia Humana, Liberalismo e os Pobres

O ser humano tem 2 bilhões de anos de tecnologia genética em seu corpo, que se iniciou com a primeira célula na Terra. É a máquina mais sofisticada que temos conhecimento de que o Universo desenvolveu até este momento. Uma das Leis Naturais mais fortes e claras é a da Evolução. De um próton há 14 bilhões de anos, hoje o Universo é composto de infinitos elementos em constante expansão. O ser humano precisa continuar sua evolução: Ordem, Progresso e Inclusão.

Neste contexto da Humanidade aparecem os Liberais pregando que os governos são ineficientes e ineptos, que a iniciativa privada faz tudo sozinha e que os pobres são vagabundos que não merecem atenção. São ideológicos, mentalidade Terra Plana. As evidências empíricas de Singapura, China e até mesmo dos EUA demonstram o contrário: o trabalho bem planejado de um governo que controla 20-40% do PIB faz muita diferença no sucesso econômico e social do país.

O liberalismo irresponsável levou ao aparecimento dos Ineptos Comunismo e Fascismo nos séculos XIX/XX que criou o conceito de que o Estado deve corrigir os “defeitos” do liberalismo via “doar” a mais valia para os trabalhadores (comunismo) ou planejar e controlar completamente a economia e a vida das pessoas (fascismo).  Isto faz com que o liberalismo tenha grande responsabilidade na criação dos contextos para as Grandes Guerras (1a e 2a). Este problema só foi contornado pelo brilhante Keynes em “Teoria Geral do Emprego, do Juro e da Moeda” de 1936.

Keynes guiou Roosevelt para tirar os EUA da depressão, auxiliou Alemanha e Suécia em suas políticas econômicas e influenciou o FED a colocar em sua missão “maximização de emprego”, descartando o liberalismo do Friedman em 1982. Influenciou também os Tigres Asiáticos e a China a fazerem políticas macroeconômicas tão bem sucedidas desde meados do século passado.

Ha-Joon Chang, economista da Coréia do Sul que leciona em Cambridge/UK, escreveu um best-seller (Kicking Away The Ladder), demonstrando quanto os países que divulgam o liberalismo não são nem um pouco liberais em suas próprias políticas externas, e criam empecilhos para os países pobres se desenvolverem fazendo o catch-up.

As ruínas atuais de Argentina e Chile demonstram este problema. E o Brasil de Collor, FHC, Temer e Bozo foram e estão sendo evidências concretas dentro de casa do desemprego e do menosprezo pela população mais pobre do país. Máquinas humanas tratadas pior do que muitos animais irracionais de estimação.

A grande riqueza de uma Nação está no conhecimento dentro dos cérebros de seus cidadãos. O governo tem que se esforçar incansavelmente para garantir a evolução deste conhecimento através de oportunidades de trabalho (empregos de qualidade) e ensino.

Não podemos descansar enquanto não tivermos certeza de que nossa Comunidade e a Humanidade estão evoluindo da melhor maneira possível. Nós Brasileiros precisamos retomar nosso caminho de Evolução constante que tínhamos até 1984. Somos muito melhores do que o desempenho das últimas décadas tem demonstrado.

Publicado por

Eduardo Giuliani

Edu é empresário nos setores de agronegócio, bioenergia, venture capital e imobiliário. Trabalhou como consultor pela McKinsey & Co. (1991-97) e investidor pela Advent International (1998-99). Iniciou estudos sobre crescimento econômico em 1994 com o Curso National Economic Strategies de Bruce R. Scott na Harvard Business School (Membro do U.S. Competitiveness Policy Council). Cursou System Dynamics no MIT (1994). Liderou trabalho de produtividade em Telecomunicações e Construção no McKinsey Global Institute (1997). Engenheiro de Produção pela Escola Politécnica da USP (1989). MBA pela Harvard Business School (1995). Tenente da Reserva do Exército (1985). Casado. Três filhos. Tri-atleta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s