O Mito e a Esperança

O Mito (Jair Bolsonaro) deverá ser nosso próximo Presidente. Esta é a vontade da consciência Brasileira composta pelos de maior escolaridade (ensino médio completo) e mais renda (acima de 2 salários mínimos). Os menos informados continuam apoiando ilícitos. Talvez ele ganhe já no primeiro turno com a influência de seus eleitores que são mais capacitados que os da concorrência. Com certeza ganhará no segundo quando tiver mais  tempo de mídia para expor seus valores que foram deturpados pelos opositores. Até hoje toda a verba pública de campanha ficou com os ilícitos de PT, PSDB, MDB e Centrão.

O Mito enfrentou o que tem de mais ilícito no país, pôs sua vida em risco e sofreu atentado covarde durante campanha. Não bastasse isto, os concorrentes aproveitaram suas artilharias na mídia, enquanto ele estava afastado no hospital ou em casa, tentando aumentar sua rejeição ao não poder se defender dos ataques. #EleNão foi o cúmulo da vergonha nacional com artistas tentando usar a imagem para prejudica-lo. O tiro saiu pela culatra ao estimular a pesquisa e o maior conhecimento sobre o candidato. Inúmeras mulheres passaram a apoia-lo.

Temos que tirar o chapéu porque ele conseguiu definitivamente invadir o território inimigo e trazer as Forças Armadas junto. O país certamente entrará em Ordem nos próximos meses, perspectiva que não tínhamos até alguns meses atrás. Talvez haja alguns soluços com revoltas da esquerda covarde, mas tudo muito simples para as Forças Armadas abafar rapidamente.

A dúvida que fica está no Progresso. O falso liberal Paulo Guedes não possui o perfil desenvolvimentista consistente de nossas Forças Armadas. Já fez vários elogios à equipe econômica atual, comandada pela oligarquia financeira, que causou R$20 trilhões de prejuízos à Nação desde 1994. Falam até em independência para o Banco Central e foco no controle da inflação. Um absurdo. A Esperança que resta é que a Meritocracia militar pode vir a questionar este modelo que não resolverá as questões de emprego e crescimento, e então fazer alterações para acelerar o crescimento. Taxa de crescimento para militares é 9% ao ano. Brasil Império e Democracia Liberal Ilícita (1985-2018) é de 2,6% ao ano.

Se não fosse o esforço das Forças Armadas o Brasil seria hoje um país de USD4.000/cap (PPC 2015), ao invés de USD15.500/cap. Pior que uma Bolívia. País agrícola. Chegaríamos neste ponto mantendo a taxa de crescimento de 2,6% ao ano do Império.

Os militares estabeleceram a República (Deodoro/Peixoto), lutaram contra as oligarquias estaduais e agrícola (Hermes, Revolução de 1922 e1924), entregaram o poder a Getúlio (1930), garantiram a posse de Juscelino (1965) e assumiram na época da desordem (1964) que não tínhamos líderes civis sólidos para segurar o rojão de desordem que vinha nos ameaçando. Ao abandonarem em 1985 retornamos ao domínio de oligarquias (financeira, agronegócio, servidores e sacerdócio) com taxa de crescimento do Império.

O que vem por trás do Mito são as Forças Armadas, reforçada pela presença do General Mourão na vice-presidência, trazendo Coragem, Meritocracia e Cidadania necessárias para restabelecer Ordem e Progresso no Brasil. Temos toda uma Instituição genuinamente nacional, não só um indivíduo corajoso com pouca estrutura de apoio. Uma vitória no primeiro turno fortaleceria bastante sua posição para implementar as mudanças que tem em mente. Levanta Soldado e Boa Sorte!

Publicado por

Eduardo Giuliani

Empresário nos setores de agronegócio, bioenergia, venture capital e imobiliário. Trabalhou como consultor pela McKinsey & Co. e investidor pela Advent International. Iniciou estudos sobre crescimento econômico em 1994 com o Curso National Economic Strategies de Bruce R. Scott na Harvard Business School (Membro do U. S. Competitiveness Policy Council). Cursou System Dynamics no MIT. Liderou trabalho de produtividade em Telecomunicações e Construção no McKinsey Global Institute. Engenheiro de Produção pela Escola Politécnica da USP. MBA pela Harvard Business School. Tenente da Reserva do Exército. Casado. Três filhos. Tri-atleta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s