O que você pode fazer pelo Brasil III – Contra a Seita Liberal

2017 pode ser um ano espetacular, vai ajudar? A perspectiva mais realista hoje é de -3% de PIB, desemprego subindo para 14% e violência ascendente. Contudo do lado Institucional temos a Cármen no STF, Fachin na Lava Jato, Moro e outros juízes federais firmes, Dallagnol com o garantismo integral na PGR, Odebrecht entregando todo o esquema em todos os setores onde se envolveu. Impunidade se esfacelando, institucionalmente.

Eu não acreditava conseguir ver este tipo de cenário em vida. Políticos e empresários corruptos na cadeia. Este processo está muito bem encaminhado com excelentes lideranças. O Executivo deve cair nos próximos meses com a cassação da chapa e os 70% corruptos no Congresso vão encontrar seus destinos mais cedo ou mais tarde.

Continuamos com um outro problema, mais relevante para nosso padrão de vida, a destruição econômica que estamos sofrendo. R$3 trilhões desde 2014 em perdas de PIB e endividamento do governo. A causa deste estrago não tem nada a ver com partido político. É gestão macro-econômica. É uso de falsidade ideológica e má fé na interpretação de teorias econômicas. Trata-se de uma “Seita Liberal” envolvendo Copom, Bacen, economistas-chefe das principais instituições financeiras do Brasil, ex-presidentes e ex-diretores do Bacen, professores e colunistas econômicos dos principais jornais brasileiros.

Todos menosprezando os ensinamentos dos principais gênios em Economia da humanidade (Smith, Keynes e Friedman) para manipular o mercado brasileiro a favor do rentismo do setor financeiro, perpetuando nossa vergonhosa concentração de renda. O Liberalismo na gestão econômica é um conceito inteligente (laissez-faire), assim como a maximização da demanda agregada de Keynes, e o monetarismo de Friedman, contudo tem que ser usado sempre com o objetivo de maximizar a riqueza do país como um todo, não só de certos grupos de interesse.

Aqui entra seu livre-arbítrio. Todo mundo errado e só o bloguista sabe o caminho das pedras? Infelizmente parece a situação do Copérnico com o heliocentrismo no Renascimento. É por isso que denominei de Seita. Fé cega. Só que eu não descobri o caminho das pedras. Estudei o que a humanidade desenvolveu e só estou repassando ao Brasileiro. Estude, use seu livre arbítrio e reflita. Estamos perdendo R$5B por dia útil e nossas vidas não param de piorar. O problema não é corrupção, é macro-econômico.

  1. Friedman, pai do monetarismo, defende política expansionista de base monetária em situação recessiva com ociosidade de mão-de-obra. Juros moderados, 0-1% real, selic de 5%. Estamos a 13%, 9% de juro real. Reprimindo arrecadação fiscal, aumentando despesas financeiras e criando déficit nominal de 8-10% do PIB que derruba o PIB em 3 a 3,8% ao ano. Maximização de emprego e moderação de juros estão na missão do FED. A Seita Liberal colocou na missão do Bacen a minimização de inflação a qualquer custo. Não tem foco em geração de riqueza (missão da Economia).
  2. Câmbio flutuante em país rico em commodities agrícolas e minerais sobrevaloriza a moeda criando o fenômeno da doença holandesa que destrói o setor industrial e reprime a demanda agregada. Maximização da demanda agregada é a única forma para combater o desemprego conforme estudado por Keynes. Câmbio flutuante não garante esta maximização. Esta situação é ainda mais penosa quando acompanhada de déficit nominal de 10% que elimina a capacidade de investimento do governo, reprimindo ainda mais a demanda agregada.
  3. Uso de juros para combater a inflação vai contra o princípio de laissez-faire de Smith. Ele interfere na formação de preços da economia que garante o bom equilíbrio entre demanda e oferta. Além disto o déficit nominal criado pelos juros gera forte pressões inflacionárias desnecessárias, principalmente se o governo optar por imprimir dinheiro para cobri-lo.

Estou aqui iluminando o leitor. Reflita. Com certeza sua vida está sendo muito prejudicada por tudo isto e, consequentemente, toda a nossa comunidade. Não foi inércia que ajudou a resolução de nossos problemas de corrupção, não será inércia que nos ajudará na questão macro-econômica. Desafios pela frente:

  1. Derrubar a chapa para forçar mudança na gestão macro-econômica; nova eleição democrática forçará uma agenda que priorize o emprego
  2. Expor as irregularidades de governança e má fé do Copom e do Bacen
  3. Enfrentar a feitiçaria da Seita Liberal nos debates e nas mídias. O objetivo de toda ação macro-econômica é aumentar a riqueza de nosso país e melhorar a distribuição de renda. Agora, não daqui a 10 anos.

O conceito republicano que gera desenvolvimento começou no Brasil só em 1889 enquanto nos EUA foi em 1776 com a Independência. Perdemos a onda da industrialização mundial ao ficar junto a Portugal que por privilegiar a agricultura tornou-se o país mais atrasado da Europa Ocidental. Tivemos alguns grandes líderes como os Inconfidentes, Dom Pedro II, Getúlio Vargas, JK, Castello Branco e teríamos Tancredo se não tivesse falecido. Entramos em um hiato. Ordem e Progresso é um tema positivista que veio junto com a República. Já está na hora de retomarmos nosso caminho.

Dêem uma olhada: Macro-economia para Crescimento Inclusivo.

Publicado por

Eduardo Giuliani

Empresário nos setores de agronegócio, bioenergia, venture capital e imobiliário. Trabalhou como consultor pela McKinsey & Co. e investidor pela Advent International. Iniciou estudos sobre crescimento econômico em 1994 com o Curso National Economic Strategies de Bruce R. Scott na Harvard Business School (Membro do U. S. Competitiveness Policy Council). Cursou System Dynamics no MIT. Liderou trabalho de produtividade em Telecomunicações e Construção no McKinsey Global Institute. Engenheiro de Produção pela Escola Politécnica da USP. MBA pela Harvard Business School. Tenente da Reserva do Exército. Casado. Três filhos. Tri-atleta.

2 thoughts on “O que você pode fazer pelo Brasil III – Contra a Seita Liberal”

  1. Gostei de suas ideias, sou empresário de pequeno porte, mas tenho um pensamento um pouco mais socialista. Mas Eduardo a maioria de suas escritas até agora lidas são de boas para ótimas, poucas exceções de descombina. Parabéns.

    Curtir

    1. Agradeço o comentário. Estou fazendo tudo que posso para fortalecer o debate. A situação social e econômica está difícil e piorando, sendo que a resolução depende de simples aplicação de boa prática macro-econômica que já existe há quase um século. O momento é de guerra contra esta seita liberal que está dentro da mente dos brasileiros. Precisamos fortalecer o livre arbítrio econômico e iluminar novas mentes para sairmos desta situação.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s